O seu Portal de Informações em Mato Grosso

Segunda, 04 de julho de 2022
MENU

Saúde

AL aprova projeto de lei que amplia 'teste do pezinho' para toda rede pública de saúde em MT

Segundo a proposta, o teste deverá ser feito em todos os recém-nascidos com objetivo de identificar doenças tratáveis a tempo de serem acompanhadas

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O conhecido 'teste do pezinho' agora passará a ser oferecido à todas as crianças nascidas em hospitais públicos em Mato Grosso. É o que estabelece um projeto de lei aprovado na quarta-feira (8) pelos parlamentares na Assembleia.

A proposta passou em segunda votação e segue agora para a sanção do governador Mauro Mendes (União Brasil).

De acordo com o relator do projeto, deputado Dr. João (MDB), o atendimento precoce garante a identificação mais rápida de doenças tratáveis.

"Ações como esta ajudam a identificar um número crescente de doenças em que a intervenção precoce pode prevenir a mortalidade prematura, mobilidade e deficiências", destacou.

A ideia do projeto é ampliar essa testagem para toda a rede pública no estado. Segundo a proposta, o teste neonatal deve ser aplicado independente das condições de saúde do recém-nascido. O resultado será comunicado aos pais e responsáveis com a devida orientação, a depender do diagnóstico identificado.

Teste do pezinho

O exame precoce em crianças recém-nascidas, conhecido como 'teste do pezinho' foi institucionalizado no Sistema Único de Saúde (SUS) em 1992. O teste pode tornar mais fácil o diagnóstico de algumas doenças tratáveis, como fenilcetonúria, aminoacidopatias, acilcarnitinas e acidemaias orgânicas, bem como anemia falciforma e outras hemoglobinopatias. Também é possível identificar deficiências ainda antes da criança crescer, o que a ajuda no pleno desenvolvimento.

www.jlnoticias.com.br

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Olá, tudo bem? Entre em contato conosco através do nosso WhatsApp.