O seu Portal de Informações em Mato Grosso

Notícias Agro

Empresa de insumos agrícolas Matosul Transportes entra em recuperação judicial por dívida de R$ 37 milhões

A 4ª Vara Cível de Sinop, deferiu processamento de recuperação judicial em nome da empresa Matosul Transportes.

Empresa de insumos agrícolas Matosul Transportes entra em recuperação judicial por dívida de R$ 37 milhões
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A juíza Giovana Pasqual De Mello, da 4ª Vara Cível de Sinop, deferiu processamento de recuperação judicial em nome da empresa Matosul Transportes, endividada em R$ 37 milhões. Decisão foi estabelecida no mês de dezembro. 

Empresa foi fundada em 2006. A matriz está situada em Sorriso, possuindo cinco filiais para atuação no ramo de transportes de insumos agrícolas em vários estados da federação. Conforme os autos, devido ao alto custo para manutenção da frota de caminhões e despesas operacionais, aliado ao aumento da taxa cambial e crise econômica decorrente da Covid-19, a Matosul afirmou que está “enfrentando crise financeira e não consegue honrar os débitos em relação aos fornecedores, colaboradores, credores financiadores e fazendas públicas”.
 
Em sua decisão, a magistrada salientou que a empresa cumpriu os requisitos: juntou a relação de credores, com indicação do domicílio de cada um, endereço eletrônico, natureza e valor atualizado do crédito, além de declinar sua origem e vencimento.
 
Ainda, a relação de funcionários subordinados e suas respectivas funções, salários, indenizações e outras parcelas a que têm direito, com o correspondente mês de competência, e a discriminação dos valores pendentes de pagamento.
 
“Dessa forma, visando viabilizar a superação da situação de crise econômico-financeira da requerente, permitir a manutenção da fonte produtora, do emprego dos trabalhadores e dos interesses dos credores, promovendo, assim, a preservação da empresa, sua função social e o estímulo à atividade econômica (art. 47 da LRE), defiro o processamento da Recuperação Judicial”.

Em consequência do deferimento, a magistrada determinou a suspensão do andamento de todas as ações ou execuções contra os devedores, pelo prazo de 180.

Direto da Redação
www.jlnoticias.com.br

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!

Olá, tudo bem? Entre em contato conosco através do nosso WhatsApp.